Amazonas Cultura

Presidente da ABL exalta cultura do Amazonas

O escritor se reuniu com lideranças indígenas residentes em Manaus, depois de visitar a Mostra de Arte Indígena, em exposição na sede do Concultura

Nainy Castelo Branco e Milena Soares do portal @diarioam.com

Manaus – No fim do seu mandato, o presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), o escritor Marco Luchesi, decidiu conhecer mais sobre a diversidade cultural do País e esteve em Manaus, neste fim de semana. Ele destacou três motivos que o fizeram visitar a capital.

Fiz questão de vir a Manaus antes do fim do mandato por três motivos: conhecer a terra de amigos queridos, reduzir as distâncias e aproximar dos nossos grandes valores culturais, além do ecológico. Aliás, o país que tem 300 línguas tem o ‘soft power’, a verdadeira riqueza e não o minério”, ressaltou Luchesi.

O escritor se reuniu com lideranças indígenas residentes em Manaus, depois de visitar a Mostra de Arte Indígena, em exposição na sede do Concultura, Palácio Rio Branco, Centro.

Luchesi comentou, principalmente, como escritor, sobre a importância da leitura e diversidade. “O meu discurso de posse na Academia Brasileira de Letras foi que a diversidade salvará o país e, de fato, é o que nós estamos vendo. E, essa diversidade na Amazônia, nós temos um símbolo muito importante que é o plurilinguismo. Quanto mais um país tiver línguas vivas, redescobertas e que esteja encarnada na sua população, mais rico ele é. A riqueza está na língua, na preservaçao das culturas. Portanto, a Amazônia representa um futuro essencial para o país e o planeta”, destacou.

O escritor também pontuou sobre um projeto de incentivo à leitura que o ABL tem em parceria com a Marinha do Brasil, a fim de levar livros para comunidades ribeirinhas. Esse foi, inclusive, um dos motivos pelos quais Luchesi veio a Manaus, para entrega de exemplares na comunidade de Novo Airão. De acordo com o presidente, existe uma “fome” de leitura, desde o cárcere às comunidades indígenas. “Há duas fomes no país e uma delas é de leitura. Então smepre que possível inserimos um livro na cesta básica. E nós temos um protocolo inteterno firmado com a Marinha que é de levar os livros para comunidades ribeirinhas e esse já vem acontencendo durante a pandemia e agora vou estar presente em uma das viagens”, explicou o escritor.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: