Amazonas Política

Investidores fugirão da Zona Franca de Manaus e do país, diz Azevedo

O vice-presidente do Sistema FIEAM lamenta que o país não possua uma política industrial que considere todos os aspectos e a importância da indústria nacional

PORTAL.EM.TEMPO – Na opinião do vice-presidente do Sistema FIEAM, Nelson Azevedo, a redução do Imposto de Importação de produtos eletroeletrônicos, máquinas e equipamentos, determinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, poderá afugentar, em curto prazo, investidores do Estado do Amazonas.

“A medida tem prazo curto para entrar em vigor, em apenas sete dias. Como um investidor, que avalia as condições de fixar seus investimentos na região em um horizonte de dez anos ou mais, vai confiar em uma política de incentivos fiscais ou de uma relativa proteção tarifária que muda em um horizonte tão curto?”, afirmou Nelson à coluna.

No entender do líder empresarial, a medida pode afugentar os investimentos atuais, além de gerar dúvidas aos novos que estão em estudos de sua viabilidade econômica para se instalar no Brasil, em particular na Zona Franca de Manaus. “A medida reduz postos de trabalho dos brasileiros e os transfere para outros países. Esse processo de desindustrialização vai cobrar seu preço em um futuro próximo”.

Despropósito

Indignado, Nelson Azevedo lamenta que o país não possua uma política industrial que considere todos os aspectos e a importância da indústria nacional, que gera riqueza, empregos de qualidade e tributos.

“Estamos estarrecidos com essa medida, despropositada e perversa. Infelizmente, o ministro Paulo Guedes não esconde de ninguém seu desejo de desindustrializar o nosso país e prejudicar o Polo Industrial de Manaus, que abriga o maior polo eletroeletrônico da América Latina, ele parece estar agindo provocativamente, não podemos viver com esse nível de imprevisibilidade”.

Maldades

Não é só Nelson Azevedo que critica as atitudes do ministro da Economia, Paulo Guedes, contra o modelo ZFM.

Na sessão híbrida de ontem da Assembleia Legislativa, os deputados estaduais Álvaro Campelo (PP), Serafim Corrêa (PSB) e Dermilson Chagas (Pode), dentre outros, defenestraram o ministro que, após resolver o drama da indústria de bicicletas via Camex, reduziu o Imposto de Importação sobre 1.495 itens, voltando a castigar a ZFM.

“Persona non grata”

No segundo semestre de 2019, em meio às escaramuças envolvendo o polo de concentrados da ZFM, o deputado Dr Gomes (PSC) chegou a considerar Guedes “persona non grata” no Amazonas.

Agora, por conta da radicalização de sua antipatia à ZFM, a ira dos parlamentares triplicou contra o ministro.

“Um mau caráter”

Para o deputado Serafim Corrêa, a decisão de Paulo Guedes de reduzir em 10% a alíquota do imposto para importação de eletroeletrônicos, máquinas e equipamentos “foi uma demonstração de mau-caratismo” contra a ZFM.

“Ele é um mau-caráter, recebeu o pleito para que fossem protegidas as indústrias de bicicletas, não apenas na ZFM, mas no Brasil inteiro. Aí quando a bancada virou a costa ele meteu o punhal, é um brincante”, desabafou o parlamentar.

Repúdio

Outro que desancou Guedes e repudiou seus ataques à ZFM foi o deputado Álvaro Campelo.

“Ele fere de morte o Polo Industrial de Manaus, proporcionando concorrência desleal, gerando emprego empregos na China e prejudicando o Brasil neste momento crítico da pandemia causada pela Covid-19”, disse Álvaro, instando a bancada federal do Estado a reagir às diatribes do ministro.

Vaga de Josué

Com a ascensão do deputado Josué Neto (PSD) à condição de conselheiro do TCE-AM, o pastor Antônio Alves (Republicanos) deve assumir a vaga aberta pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O primeiro suplente é Tony Medeiros, mas ele não se quer arriscar renunciar ao cargo de vice-prefeito de Parintins.

Disputa no TRE-AM

Os desembargadores Elci Simões e Wellington Araújo disputarão, dia 30 de março, a eleição suplementar para o comando do TRE-AM em substituição ao ex-presidente da Corte, desembargador Aristóteles Lima Thury, falecido em 14 de fevereiro, vítima de Covid-19.

A batalha será no Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) As inscrições para o evento já se encerraram.

“Segurança alimentar”

Ao assumir ontem o comando da SEAS, a deputada Alessandra Campêlo reiterou que a segurança alimentar será a prioridade máxima de sua nova gestão.

“A prioridade do momento é garantir o básico, que é a segurança alimentar da população que está em situação de vulnerabilidade, mas a gente vai trabalhar também na organização e ampliação dos programas, projetos e benefícios já existentes”, declarou Alessandra, que é pós-graduada em Planejamento Governamental e Orçamento Público pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Flexibilização

Em Moção de Apelo ao Governo do Estado, o deputado Belarmino Lins (PP) defendeu a flexibilização das restrições de combate à Covid-19 para a realização de aulas presenciais envolvendo os cursos de medicina das instituições de ensino superior do Amazonas.

Conforme o parlamentar, a formação médica impõe a necessidade de aulas presenciais para o aprimoramento dos futuros médicos para servirem ao sistema de saúde em qualquer lugar do País.

No Amazonas, diz Belão, com a pandemia em queda, é necessário que as medidas restritivas sejam flexibilizadas para que os estudantes de medicina tenham aulas práticas para sua melhor aprendizagem profissional.

Braga comemora

Nas redes, o senador Eduardo Braga (MDB/AM) comemora a derrubada do veto presidencial à emenda apresentada por ele à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2021 que permite repasses federais a municípios com até 50 mil habitantes.

De acordo com a emenda, os repasses agora passam a ser obrigatórios ainda que os municípios apresentem pendências junto à União.

Olímpio morre

À coluna Eduardo Braga lamentou a morte do senador Major Olímpio, do PSL de São Paulo, ontem, vítima de Covid-19.

Olímpio completaria 59 anos no domingo, 20 de março, e é o terceiro senador a sucumbir à doença. Antes, faleceram Arolde de Oliveira, em outubro de 2020, e José Maranhão, em fevereiro deste ano.

Kimberly

A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus retomará, nesta sexta-feira, a audiência para instruir a Ação Penal n.º 0659697-14.2020.8.04.0001, que tem como réu Rafael Fernandez Rodrigues, acusado da morte de Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, ex-miss Manicoré.

O crime ocorreu em 11 de maio do ano passado, em um apartamento localizado na Avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Brasil

Notícias da Terra do Guaraná

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: