Amazonas

Pedágio no rio Madeira será discutido em fórum, na Aleam, nesta quinta-feira (24)

A privatização é um projeto do Governo de Jair Bolsonaro para custear o sistema de limpeza do rio. Caso a proposta seja aceita, 200 mil pessoas podem ser afetadas

Por Bianca Fatim do portal @emtempo.com

Um projeto de privatização do rio Madeira será discutido por parlamentares do Amazonas no Fórum Brasileiro de Transporte Aquaviário, nesta quinta-feira (24), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM). A possibilidade é uma proposta do governo do presidente Jair Bolsonaro e transformaria o rio em uma hidrovia, a fim de que pedágio pudesse ser cobrado. 

De acordo com a proposta, a privatização seria para custear a dragagem – um método de limpeza em rios – realizada na hidrovia. A técnica é necessária pois o rio Madeira é utilizado para o escoamento de produtos do gênero alimentício. 

Com a privatização, a obrigação da dragagem, que mantém o rio em sua forma natural, não será mais do governo.

O rio Madeira é uma das principais vias de conexão da região Norte com o restante do país, já que ainda há o imbróglio da pavimentação da BR-319, que seria uma alternativa de locomoção para estados de outras regiões.

O presidente da Comissão de Agricultura e Pesca da Aleam, o deputado estadual Dermilson Chagas (Podemos), demonstrou preocupação com o projeto do governo federal. Para ele, o plano pode prejudicar mais de 200 mil pessoas que dependem da locomoção no rio Madeira.

“Se for cobrar pedágio, o produto que abastece todo o rio Madeira vai encarecer para a nossa população?”, questionou o parlamentar.

Para Dermilson, o pedágio no Rio Madeira afetaria diretamente o bolso das pessoas que usam as águas para trabalhar. O fórum irá debater quais são os prós e contras para o transporte de pessoas e mercadorias na hidrovia. 

“Isso vai trazer mais custo, vão pagar pedágio para navegar no rio. Essa vai ser uma das questões que serão discutidas nesse evento, no qual vamos ter a oportunidade de debater e descobrir se isso será benéfico ou não para o nosso povo”, completou o deputado Dermilson Chagas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: