Amazonas Cidade História

História – Cônego natural de Maués que tentou invadir o Palácio da Província Amazonense – 1889

Raimundo Amâncio de Miranda nasceu na antiga Vila de Luséa, primitiva sede municipal de Maués em 1848. Foi ordenado padre pelo bispo de Belém do Pará, D. Antônio Macedo Costa em 1873. O Monsenhor Raimundo Amâncio foi vigário da Paróquia de São Raimundo Nonato de Manaus, o qual ofertou a primeira imagem do Santo para a Capela da referida Paróquia.

Nessa época a Igreja Católica tinha relações políticas com o Império do Brasil. O que resultou em sério problemas pessoais e políticos entre os Clérigos e homens dos Grupos Oligárquicos da Antiga Província do Amazonas.

Segundo relatos da História do Estado o Cônego Amâncio de Miranda como era conhecido assumiu interinamente o Poder Provincial do Amazonas, e as finanças em seu governo eram deploráveis. O vice de Presidente era o advogado carioca Joaquim de Oliveira Machado, com quem Amâncio teve atritos.

Em 1889, Machado descobriu contratos viciados fradulentos feitos por Amâncio e a partir daí, a briga começou.

Após ataques sucessivos e o receio de ser visto pela sociedade Amazonense da época,como fraco e passivo diante das intimidações de Amâncio, Machado decidiu responder pelos meios legais: demitiu o Cônego do cargo de Diretor de Instrução Pública, que ocupava cumulativamente com o de vice-presidente, o que era ilegal pela legislação da província.

Após a demissão, Amâncio revoltado decide romper de vez com Machado, em reunião com aliados decide declarar-se “Presidente da Província” e a montar um gabinete paralelo, como foi comunicado por um telegrama enviado de Belém (Pará) ao chanceler da corte Imperial Conselheiro João Alfredo pelo diretório formado por Amâncio, padre Joaquim da Cruz Dácia e Bittencourt, possivelmente Francisco Públio, irmão do futuro governador Antônio Bittencourt.
O Cônego Amâncio de Miranda resolve invadir o Palácio da Província.

Em 13 de Abril de 1889 acontece uma situação muito tensa na já incendiável relação entre os dois: Cerca de 100 homens armados da colônia João Alfredo sob o comando de Amâncio tentaram invadir o Paço Municipal para tomar o poder.

A ação não logrou êxito, porque Machado e sua família deixaram a sede do Governo, horas antes da invasão do Cônego. O presidente Joaquim Machado abrigou-se com sua família na residência do Comandante de Armas da Província (atual Colégio Militar de Manaus). A guerra chegou ao Fim quando Machado e o Cônego Amâncio foram demitidos dos cargos. O governo imperial nomeou presidente Francisco Machado que conduziu o governo da quase falida Província até a proclamação da República. Analisando a História, ela ainda tem reflexos na atualidade. Por isso é bom conhecer o passado para entender o presente. Eita Maués, teus filhos já nascem como a “Política no Sangue”!

Fonte:
JORNAIS: HEREMOTECA DIGITAL – BN
Diário de Belém (PA)
Diário do Gram Pará (PA) – 1889
O Conservador (PA) – 1889.
O Liberal do Pará (PA) – 1889.
REPOSITORIO UFPE/PE – Telegrama 21 de Abril de 1889 de Deodato Gomes da Fonseca ao Conselheiro João Alfredo.
REPOSITÓRIO UFPE/PE – Carta de 15 de março de 1889 de Joaquim de Oliveira Machado para o Conselheiro João Alfredo.
O Liberal do Pará – Nº 74 – 31 de março de 1889 –p.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: