Amazonas

Falta de respeito, transparência e crimes de extorsão e suborno, marcam o evento Miss & Mister Região Metropolitana em Iranduba no Am

FMC – O evento Miss e Mister Região Metropolitana Amazonas na sua 6ª edição, sob a coordenação de Carlos Souza, realizado na cidade de Iranduba à 27 km de Manaus no último sábado 06, realizou-se em meio de polêmicas e questionamentos a respeito da falta de organização e transparência.

Participaram do referido evento os municípios de Iranbuba (sede), Coari, Tefé, Maués, Novo Airão, Novo Aripuanã, Manaus e Fonte Boa. Os coordenadores dos municípios participantes relataram problemas como a falta de transporte, hotel para hospedagem das caravanas municipais, além do crime de extorsão.

Foram eleitos Miss e Mister Região Metropolitana Amazonas versão 2021, os jovens Anderson Castro e Brenda Lorena, ambos naturais do Município de Novo Airão, e em segundo Victor Donaro Macedo – Município de Maués e Mikaelly Aguiar – Município de Coari. Uma questão logo questionada pelas coordenações municipais foi no momento da Apuração das Notas, pois o Coordenador Geral do Concurso Carlos Souza, que reside no Município de Manacapuru, recolheu os envelopes das notas dos jurados e não convocou os Fiscais das Coordenações dos Municípios para acompanhar a contagem dos votos. Situação que colocou em dúvidas o resultado que foi divulgado por volta das 03h00 da manhã do último domingo 7.

O Site Folha de Maués Comunicações foi a única empresa jornalística que fez a cobertura do evento, enquanto que outros portais de mídias foram proibidos pelo Coordenador Carlos Souza de transmitir o devido Concurso.

Mister e Miss eleitos. Foto divulgação

Extorsão e Desorganização


Misses eleitas em seus municípios como a de Tefé, Ádria Gabriely relatou que Carlos Souza a extorquiu, cobrando mais R$ 500 pela franquia o qual garantia hospedagem, café, almoço, janta e transporte durante a realização do evento.

Fiquei muito chateada, porque eu cheguei no hotel, não tinha água, não jantei. Cheguei no local do Concurso (Iranduba Clube), morta de fome. Pagamos com a franquia, hotel, transporte. Para você ter uma ideia, tive que me humilhar para pessoas que foram prestigiar o evento que dessem carona para mim e para o Mister Coari. Porque não havia transporte”, denuncia a Miss de Tefé.

Só tive gasto e mais gastos; e eu paguei os 500 reais que ele (Carlos Souza) estava me cobrando, botando em cima cobrando a Faixa, que eu nem recebi. Como também a inscrição, nem recebi a faixa de 3º lugar do concurso dele. Não falaram nada a respeito dos trajes típicos das candidatas, apenas dos homens”, a mesma conclui que o concurso foi muito desorganizado.

Outros coordenadores, denuncia assédio a candidatos por parte do Coordenador Carlos Souza, tendo em vista que é isso crime previsto no Artigo 203 do Código Penal Brasileiro. E afirmaram que o Coordenador Carlos não cumpriu com sua palavra quando propôs que daria toda a infraestrutura necessária para os municípios participantes.

Outros casos ainda mais absurdos são dos ingressos que foram vendidos pela internet pelos compradores do Município de Maués que foram assistir o evento, mas no momento da entrada do referido Clube foram barrados e novamente cobrados, revelando crime de extorsão.

Carlos Souza após o resultado do Concurso fugiu ainda de madrugada para a cidade de Manacapuru, sem dar satisfação as Coordenações, e o mesmo não atendia o telefone e não respondia as mensagens.

Alcelio Silva, um dos jurados do Concurso escreveu em uma rede social o seguinte: “Eu fui uns dos Jurados do Concurso, já fui em vários concursos pra julgar, já estou nesse meio De concursos há Muitos Anos, também já fui dono de outros Concurso. Enfim, sobre o Concurso que aconteceu nesse sábado dia 06/11/2021, no Município de Iranduba. Acho que foi uma falta de Respeito e organização com os Municípios e Candidatos ali, cheguei e fui dar uma olhadinha nos Mister e Miss,eu fiquei passado com o que eu vi, todo mundo no pequeno espaço, o resto no quintal do Clube no barro, sem uma estrutura para os Candidatos. Eu fiquei passado com aquilo. E na Hora do Concurso nós os Jurado só víamos os candidatos lá no fundo quando chegava na frente dos jurado a gente não conseguia ver o Candidatos(as), porque não tinha nem uma iluminação, a gente julgou literalmente a cegas. No meu ponto Todos Foram Prejudicados,Todos mesmo.”

E o jurado finalizou dizendo: “Na hora que fui entregar a faixa do melhor Traje Tipico pro Mister Maués, vi aquela passalera que parecia que iria se desmontar. Agora foi na hora do Resultado achei um desrespeito não só com os candidatos mas em geral. Ele (Carlos Souza) não fez uma reunião com os jurados. Me falou que teve candidatos que pedeu pontos pelo seu traje típico, mas ele (Carlos Souza) deveria chegar aos jurados e comunicar essa situação do candidatos.”

Suborno

Carlos Souza entrou em contato com a equipe do Site Folha de Maués, e na tentativa de justificar sua defesa tentou subornar o Coordenador do Mister Guaraná Maués, Alcinei Pimentel, oferendo-lhe a franquia de um suposto Concurso Nacional, e que o site Folha de Maués seria o responsável pela Comissão Julgadara do evento Mister Região Metropolitana versão 2022.

Defesa

Carlos Souza na tarde desta segunda-feira 08, disse a reportagem do Folha de Maués que seu Concurso Mister Região Metropolitana foi realizado de forma mais transparente possível. Informou que em Iranduba sua auxiliar na Coordenação do evento foi Nayara Campbell, ex-candidata a vereadora na respectiva cidade.

Nayara conversou na tarde de hoje com nossa resportagem afirmando que só “estava como apoio de Carlos na parte de hospedagem e alimentação. Falei com o Carlos Souza que dois rapazes que trabalham na casa civil do Município de Manacapuru foram os responsáveis pela contagem das notas dos candidatos e candidatas e já pedi para eles me enviarem em PDF as planilhas com as notas e estou enviando ainda hoje para vocês”, disse Nayara. Todavia até o fechamento dessa matéria, não obtivemos retorno.

Já sobre alimentação e hospedagem, Nayara informou que sobre a comida a coordenação tinha um restaurante a disposição e quando marcou o horário para os candidatos, “ninguém apareceu e foram comer em outros lugares da cidade”. E argumenta que tal questão não é culpa do concurso. E mesma finaliza dizendo que tem os audios e prints sobre a questão da alimentação e hospedagem.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

g1

Notícias da Terra do Guaraná, Amazonas, Brasil e Mundo

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: