Amazonas Economia

Governo vai emprestar R$ 1,5 bi e quem vai pagar é o povo do Amazonas

O pedido feito com urgência, causa estranheza já que as contas públicas fecharam por dois anos seguidos com recorde de arrecadação

D24.AM – A gestão do Governo do Amazonas não para de surpreender, isso porque o governador Wilson Lima, enviou um projeto de Lei para a Assembleia Legislativa do Estado (ALE), propondo endividar o Estado em mais de R$ 1,5 bilhão. O pedido feito com urgência, causa estranheza já que as contas públicas fecharam por dois anos seguidos com recorde de arrecadação. Será que está faltando administração? Disso, não há dúvidas.

Dívidas

No último dia 28 de junho, o governador do Amazonas, Wilson Lima enviou com pedido de urgência para a Assembleia Legislativa do Estado (ALE), um projeto de Lei propondo endividar o Amazonas em mais R$ 1,5 bilhão. Nos últimos dois anos, mesmo com a pandemia de Covid-19, as contas públicas do Estado bateram recorde de arrecadação.

Solicitação

De acordo com a Mensagem Nº 071/2021, o governador do Amazonas, Wilson Lima, disse que “diante do cenário de dificuldades e incertezas em razão da crise sanitária que se instalou no mundo, em decorrência da pandemia da Covid-9, e suas consequências de natureza social e econômica, encaminho o Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a contratar operações de crédito com o Banco do Brasil S.A., com a garantia da União e dá outras providências”, consta.

Bilhão

Ainda segundo o documento que solicita o empréstimo no valor de até R$ 1,5 bilhão, diz que o mesmo é de “extrema relevância para o incentivo à retomada da economia amazonense”. Citando que o valor será aplicado “visando contribuir para a recuperação econômica do Estado, de forma sustentável, gerando emprego e renda para a população, com investimentos nas áreas de educação, saúde, segurança pública e infraestrutura”.

Investimento

Incrivelmente, o projeto de Lei não especifica como o montante de R$ 1,5 bilhão será investido. Apenas cita que os recursos provenientes das operações de crédito autorizadas serão obrigatoriamente aplicados na execução dos empreendimentos previstos, sendo vedada a aplicação de tais recursos em despesas correntes, como por exemplo aquisição de bens de consumo, serviços de terceiros, manutenção de equipamentos, despesas com água, energia, entre outros.

Arrecadação

Segundo dados da Secretaria da Fazenda (Sefaz), desde 2019, no início da gestão do atual governo, o Amazonas está registrando aumento no índice de arrecadação tributária. Apenas neste ano, o Estado arrecadou R$ 11 bilhões. Em abril, foram arrecadados mais de R$ 1,8 bilhão, sendo maior se comparado ao mesmo período do ano passado. Se analisarmos o acumulado do quadrimestre deste ano, constatamos que o total arrecadado é superior a R$ 7,3 bilhão, sendo R$ 817 milhões a mais do que no ano passado.

Texto: Alex Braga / redacao@diarioam.com.br

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Brasil

Notícias da Terra do Guaraná

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: