Amazonas Cidade

Defensoria Pública diz que fará avaliação técnica para concluir investigação sobre pacientes amarrados em Parintins

A Defensoria Pública reiterou que já recebeu informações requisitadas da direção da unidade hospitalar, assim como da prefeitura de Paritins. Não foram divulgados detalhes sobre quais informações teriam sido requisitadas.

PORTAL.G1.AM – A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE) informou por meio de nota, nesta segunda-feira (1º), que aguarda uma avaliação técnica de profissionais de saúde para concluir a apuração sobre a denúncia de pacientes com Covid-19 amarrados em suas camas por falta de sedativo no Hospital Municipal Jofre Cohen, em Parintins. De acordo com a assessoria do órgão, essa avaliação consiste em ouvir especialistas para saber se o procedimento que aconteceu em Parintins é adequado ou não.

Na época da denúncia, a presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira, Suzana Lobo, já havia afirmado que diante da situação de não ter sedativos, o procedimento de amarrar pacientes não está errado. “A primeira coisa que pode acontecer é uma auto-extubação. Ele tira o tubo, e isso pode inclusive levar a uma parada cardíaca”, disse.

A investigação foi divulgada no dia 22 de fevereiro, a partir da denúncia de que havia acabado o sedativo usado na intubação. Os pacientes estavam inconscientes, intubados e em estado grave.

A Defensoria Pública reiterou que já recebeu informações requisitadas da direção da unidade hospitalar, assim como da prefeitura de Parintins. Não foram divulgados detalhes sobre quais informações teriam sido requisitadas.

Passada essa etapa inicial, será feita uma avaliação dos dados coletados para definir quais medidas judiciais ou extrajudiciais podem ser adotadas pelo órgão.

Denúncia

Pacientes com Covid são amarrados a macas no Amazonas por falta de sedativo
Pacientes com Covid são amarrados a macas no Amazonas por falta de sedativo

A Defensoria Pública abriu a investigação para apurar se pacientes com Covid-19 foram amarrados por falta de sedativo no Hospital Municipal Jofre Cohen, em Parintins, no interior do Amazonas, após receber denúncias.

Na ocasião, a Secretaria Municipal de Saúde de Parintins informou, em nota, que não houve falta de medicamentos sedativos em pacientes intubados na unidade. Quanto à denúncia, a Secretaria informou que “contenção dos mesmos é necessária para mantê-los em segurança, ao iniciar a diminuição dos sedativos, como no processo de extubação, evitando acidentes com os mesmos em uma movimentação brusca ou qualquer agitação que possa ocorrer após um longo período intubado”.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) também afirmou que recebeu um pedido de medicamentos de Parintins e no mesmo dia abasteceu o município com medicamentos para sedação solicitados. Além disso, a SES afirmou que não houve relatos oficiais sobre os fatos narrados.

Antes da pandemia, os hospitais do Amazonas consumiam 800 ampolas por mês de um dos medicamentos usados para sedação. Com a nova explosão de casos de Covid, o número subiu para 28 mil ampolas em dezembro, e 50 mil em janeiro, quando estado viveu o momento mais crítico.

Hoje, o Amazonas consome mais da metade (54%) do produto comercializado no Brasil. Há receio pela falta do produto no mercado por causa do segundo pico da pandemia.

Pacientes são amarrados a macas em Parintins, no Amazonas. — Foto: Arquivo pessoal
Pacientes são amarrados a macas em Parintins, no Amazonas. — Foto: Arquivo pessoal

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Direto da Redação

Notícia, conteúdo e credibilidade

Folha de Maués

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Turismo e Viagem

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Mundo

Notícias da Terra do Guaraná

G1 > Brasil

Notícias da Terra do Guaraná

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: